• lsi
  • poli usp
  • usp

AGR142 - Alimentos probióticos e prebióticos: aplicações e estudos sobre seus benefícios

Sub-categoria: Ciência e Tecnologia de Alimentos

Clique em Curtir até o dia 19 de Março de 2015 para votar em seu projeto favorito para o Prêmio Votação Popular na FEBRACE 2015

Autores

Flávia Nóbrega, Carolina Gomes Simões Stampone, Sofia Fernandes Maestre

Orientadores

Carolina Oliveira Zambrana, Cristina Stewart Bittencourt Bogsan

Instituição

Colégio Bandeirantes

Ver poster

Resumo

Devido à globalização, agitação e stress do dia a dia da sociedade atual, houve recentemente uma mudança nos hábitos alimentares das pessoas, o que levou a um consumo cada vez maior de produtos industrializados e de fácil e rápida obtenção. Portanto, deixou-se de dar a devida importância para uma alimentação mais saudável, agravando os problemas de saúde relacionados. Diante dessa situação, faz-se necessário uma conscientização maior da população em relação à maneira de se alimentar, o que leva a uma maior procura por alimentos funcionais, ou seja, aqueles que não apenas são nutritivos, mas também podem ter efeitos benéficos para a saúde, como prevenção e potencialização de tratamentos de doenças. Dessa forma, a indústria alimentícia passou a desenvolver uma série de produtos para atender à demanda vigente, dentre os quais estão os alimentos probióticos, prebióticos e simbióticos - suplementos alimentares que beneficiam o nosso organismo. Assim, o presente relatório tem como objetivo estudar a produção de um iogurte probiótico e simbiótico, analisando sua estabilidade (vida de prateleira) em função do pH, e a sobrevivência das bactérias neles presentes. Com relação aos produtos prebióticos, realizou-se duas pesquisas de opinião - na primeira, comparou-se bolo de banana “normal” a um elaborado com farinha de okara e, na segunda, brigadeiro contendo essa fibra para verificar sua aceitação no mercado. A introdução da farinha de okara na formulação dos alimentos, além de não afetar os sabores, resultou também em uma boa aceitação pelo público. Além disso, as bactérias presentes nos iogurtes apresentaram-se estáveis ao longo das análises feitas, o que garante a permanência dos benefícios. Assim, confirmou-se que ambos os produtos possuem um satisfatório potencial de venda para uma linha de produtos funcionais.

Palavras-chave: Iogurte, Okara, Lactobacillus

  • Blog
  • Twitter
  • Youtube
  • Facebook
  • Flickr